ALGUMAS MUDANÇAS NO IR 2016

Os profissionais Liberais (médicos, dentistas, odontólogos e advogados) deverão informar o CPF dos pacientes e clientes

Os médicos, dentistas e advogados autônomos terão de declarar o CPF dos seus pacientes e clientes na declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2016.

No ano passado esses profissionais foram avisados e já havia a possibilidade de indicar esses dados no Carnê Leão. O profissional que fez isso ao longo do ano passado apresentou estas informações só terá de importa-las do carnê para a declaração.

 

Limite de desconto para educação

O desconto máximo para educação, somando gastos com dependente e com o próprio titular, pode chegar a, no máximo, R$ 3.561,50. No ano passado esse limite era de R$ 3.375.

 

Limite de abatimento por dependente

O limite de abatimento por dependente também aumentou, de R$ 2.156,52 para 2.275,08.

 

Comunicação de Saída Definitiva do País será necessária na nova regra

Para as aplicações financeiras de pessoas físicas que, em algum momento, ganharam a condição de não residentes no país, mas retornaram ao Brasil, só haverá direito ao regime especial para aqueles que apresentaram à Receita a Comunicação de Saída Definitiva do País. Também é necessário o pagamento do imposto incidente sobre os rendimentos obtidos até o dia anterior ao da aquisição da condição de não residente.

 

Fontes:
O DIA – 03/02/2016
Beto Coura – AGENCIA BRASIL – 20/01/2016