leao2_300

Profissionais Autônomos Informais também estão obrigados a declarar Imposto de Renda

Os ganhos do trabalho autônomo mesmo o informal, sem carteira assinada, também precisam ser declarados caso a soma tenha ultrapassado o valor de R$ 28.123,91 no ano de 2015 ou se a pessoa física tenha recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte, acima de R$ 40.000.

Esses trabalhadores são considerados contribuintes e quando fiscalizados pela Receita podem cair na malha fina.

Mesmo os profissionais empregados, assalariados, que tenham uma atividade informal em paralelo, e recebem remuneração “por fora”, precisam declarar no imposto de renda tanto os rendimentos obtidos com o trabalho assalariado quanto com o informal.

Além disso, deve ser observado que a Receita Federal exige não somente as informações de renda, mas também os dados sobre o patrimônio do contribuinte, tais como: veículos, imóveis, aluguéis recebidos, caderneta de poupança, etc. Tudo isso faz parte do patrimônio e tem impacto em sua movimentação financeira.

Toda origem do patrimônio deve ser declarada, caso contrário pode causar uma desconfiança na RF que pode levar o contribuinte à malha fina e eventualmente a uma autuação caso não consiga comprovação da origem.

A Receita Federal tem hoje uma sofisticada capacidade de monitoramento com sistemas inteligentes que cruzam os dados dos contribuintes com as informações enviadas pelo              e-Financeira (Declaração de informações de movimentações financeiras apresentadas por Cartórios, Bancos, Operadoras de cartões de crédito, seguradoras, administradores de consócios, corretoras de valores, distribuidores de títulos e valores mobiliários e entidades de previdência complementar, entre outros) capazes de detectar com muita precisão qualquer divergência nas informações.

Fontes:  Exame.com
impostoderenda2016.org

LEIA TAMBÉM:

Governo quer elevar impostos em 2017

http://www.dcomercio.com.br/categoria/leis_e_tributos/governo_quer_elevar_impostos_em_2017